InícioPortalFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [PhiLiz Review] HIM – Razorblade Romance

Ir em baixo 
AutorMensagem
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: [PhiLiz Review] HIM – Razorblade Romance   Seg Out 06, 2008 2:03 pm

HIM – Razorblade Romance

Introdução

O álbum foi produzido nos estúdios Rockfield, onde foram gravados clássicos como o Bohemian Rhapsody dos Queen e álbuns dos Black Sabbath. O álbum foi produzido por John Fryer que também produzira anteriormente Depeche Mode, por exemplo.
Saiu nos finais de 1999 na Finlândia e em Janeiro de 2000 no resto da Europa.

Acabaria por se tornar no mais bem sucedido álbum da banda, com mais de um milhão de cópias vendidas por toda a parte (sobretudo na Europa), muito graças à música que ainda hoje é provavelmente a mais reconhecida de HIM, Join Me cujo single é o mais vendido (dentro desse formato) na história da música finlandesa.



Alinhamento
01 - I Love You (Prelude To Tragedy)
02 - Poison Girl
03 - Join Me
04 - Right Here In My Arms
05 - Gone With The Sin
06 - Razorblade Kiss
07 - Bury Me Deep Inside Your Heart
08 - Heaven Tonight
09 - Death Is In Love With Us
10 - Resurrection
11 - One Last Time
12 - Sigillum Diaboli *
13 - The 9th Circle [OLT] *

Há várias edições do álbum. A que mais distribuída foi na Europa contém este alinhamento.
* - Faixas bónus da German Special Edition Digipack.

Ano 1999

Editora BMG

Faixa Favorita 07 - Bury Me Deep Inside Your Heart

Género Gothic Rock

País Finlândia

Banda
Zoltan Pluto (Antto Melasniemi) - Teclados
Gas Lipstick (Mika Karppinen) - Bateria
Linde (Mikko Lindström) - Guitarra
Migé Amour (Mikke Paananen) - Baixo
Ville Valo - Voz



Review

À semelhança do primeiro álbum de HIM, a primeira faixa I Love You (Prelude To Tragedy) é a mais pesada do álbum. A música é extremamente melódica, mas tem um peso conferido sobretudo pela guitarra de Linde. A letra é extremamente simples, e o refrão é cantado num registo grave por parte de Valo, o que confere à música um ambiente que se pode assemelhar a alguns dos temas mais leves dos Type O Negative.

I see it in your eyes
I feel it in your touch
I taste it from your lips
And baby more i love you


De seguida vem o primeiro momento alto do álbum: Poison Girl. Aqui a voz de Valo é mais aguda (embora não em demasia). A letra é simples mas muito bem conseguida, transmitido um sentimento de "amor envenenado" ou impossível. Todo o ambiente é fantástico, quer pelos rasgos feitos pela guitarra, quer pelas excelentes linhas de baixo.

I did it all just for her
I did it all just for her
And love wants us dead
Just me and my poison girl

I did it all just for her
I did it all just for her
And love's heart is death
For me and my poison girl


De seguida mais um grande momento. Possivelmente a música mais conhecida dos HIM: Join Me, quem não ouviu já este tema? A introdução de teclados é excelente e o que dizer da letra? Fala sobre a rendição do amor à morte acima de qualquer coisa, a voz de Valo transmite por completo o sentimento da letra, de um chamamento desesperado por um amor deixado "do outro lado". O ambiente é incrivelmente bem recriado pelos teclados de Zoltan transmitindo ainda mais uma áurea "gótica" ao tema.

We are so young
our lives have just begun
but already we're considering
escape from this world

and we've waited for so long
for this moment to come
was so anxious to be together
together in death

Won't you die tonight for love
Baby join me in death
Won't you die
Baby join me in death
Won't you die tonight for love
Baby join me in death


Em Right Here In My Arms a voz de Valo é de novo mais aguda e o riff é bastante bem conseguido. A letra é um tema "vulgar" de amor sobre a inevitabilidade de duas pessoas irem acabar por ficar juntas.

She's smiling like heaven is down on earth
Sun is shining so bright it hurts
All her wishes have finally com true
Her heart is weeping. Happiness is killing her.

So hard she's trying
But her heart won't turn to stone...oh no
She keeps on crying
But I won't leave her alone
She'll never be alone

She'll be right here in my arms
So in Love
She'll be right here in these arms
She can't let go


E passamos para a 1ª balada. Gone With The Sin. O que dizer de uma das mais belas baladas que já ouvi até hoje? Com uma letra fantástica (e não falo do refrão), a voz de Valo surge estupenda. A música começa com uma voz grave e todo o ambiente que se gera em seguida é totalmente "gótico". Há duas versões desta música que eu adoro particularmente: uma versão com orquestra onde são utilizados os violinos na parte instrumental e a versão ao vivo no Rock Am Ring, onde Linde inicia a música com um solo divinal. Se arranjarem...é ainda melhor que o original do álbum.

I adore the dispair in your eyes
I worship your lips once red as wine
I crave for your scent sending shivers down my spine
I just love the way you're running out of life


A sexta música é a que eu menos aprecio. Apesar disso não deixo de gostar. A voz aqui é grave tirando o refrão onde fica mais aguda. Tem um andamento pesado, mas falta-lhe aquela melodia que os HIM tão bem fazem e será por isso que não é uma das minhas preferidas.

Your love is a razorblade kiss
Sweetest is the taste from your lips
Your love is a razorblade kiss
Sweetest is the taste from your lips


A minha música preferida do álbum, a minha segunda preferida de HIM, uma das minhas baladas favoritas, etc. Bury Me Deep Inside Your Heart, um tema que não me canso nunca de ouvir. Extremamente melancólico, com o seu "qb" de peso faz lembrar grandes temas de Doom Metal. A única diferença é a voz "doce e desesperada". A letra é fantástica mais uma vez, e fala de todo o desespero que alguém faz para estar no coração de outra pessoa. Como acho a letra tão boa, vou colocá-la aqui integralmente:

Let me wake up in your arms
Hear you say it's not alright
Let me be self dead and gone
So far away from life
Close my eyes
Hold me tight
And bury me deep inside your heart

All I ever wanted was you, my love
You...all I ever wanted is you, my love
Your're all I ever wanted, just you

Let me never see the sun
And never see your smile
Let us be so dead and so gone
So far away from life
Just close my eyes
Hold me tight
And bury me deep inside your heart

All I ever wanted was you, my love
You...all I ever wanted is you, my love
You're all I ever wanted, you, oh my love
You're all I ever wanted, you, my love

That's the way it's always been
My heart stops beating only for you Baby
Only for your loving

All I ever wanted was you, my love
You...all I ever wanted is you, my love
You're all I ever wanted, you, my love
You're all I ever wanted, you, my love


Heaven Tonight é mais um tema muito ligeiro, parece de veludo quase todo. Fala de uma noite de amor, e de uma declaração apaixonada de alguém a sua amada/o. Ainda de salientar os excelentes momentos de teclado.

Trying to find the heart you hide
Trying to find the heart you hide in vain
Oh in vain
And you're my haven in life
And you're my haven in death, Baby
Life and Death my Darling

(I'm in love with you)
You are my heaven tonight


A nona faixa Death Is In Love With Us é um tema mais pesado onde guitarra e baixo estão a muito bom nível, e transmitindo um peso à música que contrasta com a voz "sofredora" de Valo. A letra é basicamente o que diz no título, é a história paixão que a morte tem por dois amantes e a maneira como isso os afecta.

Death's in love with us oh oh
The Reaper holds our hearts oh oh
Death's in love with us oh oh
And the Reaper holds our hearts oh oh

I know it and I feel it
Just as well as you do, Honey
It's not our fault if death's in love with us oh oh
It's not our fault if the reaper holds our hearts


Em penúltimo lugar aparece-nos Ressurection. Uma grande letra sobre o retorno dos momentos de felicidade de dois amantes vividos numa outra vida. A parte final de música torna-se mais intensa assim como a voz de Valo. Mais uma grande letra que meto aqui integralmente.

There was a time
When I could breath my life in you
One by one
Your pale fingers started to move
And I touched your face
And all life was erased
You smiled like an angel
(falling from grace)

We've been slaves to this love
From the moment we touched
And keep begging for more
Of this resurrection

We've been slaves to this love
From the moment we touched
And keep begging for more
Of this resurrection

You kissed my lips
With those once cold fingertips
You reached out for me
And oh how you missed
You touched my face
And all life was erased
You smiled like an angel
(falling from grace)

We've been slaves to this love
From the moment we touched
And keep begging for more
Of this resurrection

We've been slaves to this love
From the moment we touched
And keep begging for more
Of this
resurrection



Por último, One Last Time, um tema algo subestimado, já que é dos mais melódicos de HIM, e que tem uma letra muito boa igualmente. A música 9th Circle (incluída em algumas edições) é uma "versão" deste tema mais pesada. É uma canção de despedida, pelo que é uma excelente escolha para o fecho deste grande álbum

Is it so hard to believe our hearts
Are made to be broken by love
That in constant dying lies
The beauty of it all
My darling won't you feel
The sweet heaven in
Our endless cry

So amazed how bright are the flames
We are burning in
Ever smiled at the tragedies
We hold inside
My darling won't you cherish
The fear of life that keeps
You and me so alive

Oh at least you could try
For this one last time
It could be alright
For this one last time


Conclusão

Concluindo, uma obra de arte. Amor, Morte, Romance, Desespero, Melancolia, Saudade, Esperança e muitos mais sentimentos transmitidos sobre forma de notas de veludo compõe esta obra de arte. Este álbum vale sobretudo (e apesar dos seus imensuráveis apelativos) pela sua capacidade de nos transmitir os sentimentos dos quais fala.

PhiLiz


Última edição por PhiLiz em Ter Nov 18, 2008 8:43 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Enttie
Admin
avatar

Mensagens : 1970
Data de inscrição : 01/07/2008
Idade : 30
Localização : Almada/Lisboa

MensagemAssunto: Re: [PhiLiz Review] HIM – Razorblade Romance   Seg Out 06, 2008 10:04 pm

O álbum da música que deu o nome ao forum =')
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://himportugal.forumeiros.com
 
[PhiLiz Review] HIM – Razorblade Romance
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Epiphone EB-3 SG - Mini Review
» Review Ledur Felino Bass 04 Cordas Custom
» Review - Tira-Teima com 16 Pedais de Chorus
» Mini-Review Avalon U5 - Novo Video e Audios
» Review: Amplificador Acoustic Image Clarus+

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Discografia-
Ir para: